Hora de pensar em reaproveitar a água da chuva

11 de outubro de 2018

Aprovada no início deste ano na Câmara Legislativa, a Lei 6.065/18, de autoria do deputado Cristiano Araújo (PSD), é uma grande aliada para aqueles que querem aproveitar o período chuvoso, para implantar sistemas inteligentes de captação de água das chuvas.

A norma, que cria a Política de Incentivo ao Reaproveitamento da Água da Chuva no DF, também pode tornar-se um instrumento valioso para o enfrentamento de possível cenário de crise hídrica na capital da República.

O texto estabelece a obrigatoriedade da implantação de sistema de captação da água da chuva e seu reaproveitamento como água não potável nos projetos de edificações, residenciais ou não, no DF. A aprovação de licenças de construções estará condicionada à observância do que a lei estabelecer. Inclusive as novas edificações voltadas para programas de habitação de interesse social seguirão a nova regra.

O poder público também ficará autorizado a promover incentivos fiscais para as residências ou prédios comerciais que tiverem equipamentos de coleta e reaproveitamento da água da chuva, além de promover campanhas educativas de esclarecimento sobre os benefícios do uso de águas pluviais.

“A nossa região ainda possui um manancial considerável, que precisa ser preservado por todos”, diz Cristiano. “A reutilização da água da chuva em prédios públicos e privados, comerciais ou residenciais, será uma grande conquista para a nossa população”.

Cada vez mais brasiliense estão fazendo uso inteligente de captação de água da chuva para vários usos, como banhos, lavagem de roupas e de calçadas, regar plantas e dar descarga. Essa foi uma das razões que o deputado a apresentar a proposta.

“A lei foi inspirada na preocupação, cada vez maior, de pessoas conscientes e determinadas em preservar e economizar água em momentos em que esse bem natural se torna cada vez mais “escasso”, explica o parlamentar.



COMENTÁRIOS




Notícias recentes